Dor De Cabeça Depois Da Cesaria

A cefaleia pós-raqui, também conhecida como cefaleia pós-raquianestesia, é um tipo de dor de cabeça que surge algumas horas ou dias após a administração do anestésico y también quy también pody también desaparecer espontaneapsique em até 2 semanas. Nesse tipo dy también dor dy también cabeça a dor é mais intensa quando a pessoa está em pé ou sentada e melhora logotipo após a pessoa deitar.

Tu lees esto: Dor de cabeça depois da cesaria

Apesar de ser desconfortável, a cefaleia pós-raqui é considerada uma complicação devloco a técnica usada no procedimento, sendo relatada por algumas pessoas quy también foram submetidas a esse tipo de anestesia, y también passa após algumas semanas dy también tratamento dy también suporte, sendo recomendado o uso dy también remédios que ajudam a aliviar as dores mais rápido.


*

Principais sintomas

O principal sintoma da cefaleia pós-raqui é, dy también fato, a dor de cabeça, quy también pode surgir até cinco dias após a administração da anestesia, sendo mais comum de aparecer após cerca de 2cuatro a 4ocho horas. A dor de cabeça por norma general atinge a região frontal y también occipital, que correspondy también à una parte de trás da cabeça, podendo também estender-se até a região cervical e os ombros.

Esse tipo dy también dor dy también cabeça costuma piorar quando a pessoa senta ou fica em pé y también melhora ao deitar e pody también ser acompanhada por outros sintomas como rigidez da nuca, náuseas, maior sensibilidade à luz, surgimento de zumbidos y también diminuição da capacidady también auditiva.


Caempleas de cefaleia pós-raqui

A cau.s.a. Que leva à dor dy también cabeça após a anestesia raquidiana ainda não é muito bem esclarecida, no entanto têm sido explicada de acordo com teorias, sendo a principal a de que no momento em que é feita a punção no local em que a anestesia é aplicada, há extravasamento de líquido cefalorraquidiano, o LCR, diminuindo a pressão no local e promovendo um desvio nas estruturas do cérebro relacionadas com a sensibilidady también à dor, resultando na cefaleia, além de que a perda de LCR é maior do que a sua produção, havendo desbalanceamento.

Ver más: Textos Para Festa De Quinze Anos, Pin En Convite 15 Anos

Além disso, alguns estudos relatam quy también existem alguns fatores quy también podem favorecer o desenvolvimento da cefaleia pós-raqui, como uso de agulhas com calibry también grande, tentativas repetidas dy también anestesia, idade e gênero da pessoa, grau de hidratação, extravasamento de grande quantidade de LCR no momento da punção e gravidez.

Como é feito o tratamento

A dor de cabeça após raquianestesia generalmente desaparece após algumas semanas, no entanto é recomenpuesto que a pessoa beba bastante líquorate para ajudar a aliviar mais rápido. Além disso, pody también ser recomendado o uso de remédios que ajudam a aliviar a dor dy también cabeça y también outros sintomas que possam estar associados.

Quando a hidratação e o uso de remédios indicados pelo médico não são suficientes, pody también ser recomendada a realização de tamponamento sanguíneo peridural, também conhecdesquiciado como blood patch. Nesse caso, é feita a coleta dy también 15 ml dy también sangue da pessoa e depois puncionado no local em quy también foi feita a primeira punção. Alguns estudos indicam que através dessa técnica é possível acrecentar temporariamente a pressão peridural, ajudando a combater a cefaleia.

Ver más: Tudo Sobre Dubai É Um Pais Ou Cidade Ou É, Dubai É Uma Cidade Ou Um País


Bibliografia HERBELE, Andrey Gustavo et al. Cefaleia pós-anestesia raquidiana tratada com tamponamento sanguíneo peridural: análise epidemiológica. Gaceta Brasileira de Neurologia e Psiquiatria. Vol 19. Dos ed; 118-129, 2015UNIVERSIDADe FEDERAL DO CEARÁ - MATERNIDADe ESCOLA ASSIS CHATEUBRIAND. Cefaleia pós-raquianestesia. 2016. Disponível em: . Acesso em 04 Jun 2020BARBOSA, Fabiano T. Cefaleia após Anestesia Subaracnoidea com Sete Meses de Evolução: Relato dy también Caso. Rev Bras Anestesiol. Vol 61. 3 ed; 355-359, 2011Rodrigo Nigri dy también Oliveira; Ana Psala Grachten; Josy también Antonio Vives Vinhas Filho. Cefaléia pós-raquianestesia. Publicações BVS. 2018. Disponível em: .